domingo, outubro 29, 2006

TENHO UMA DECLARAÇÃO A FAZER:

- Que soem as trombetas! Rujam os mares! Estrondem os trovões! -
[Barulhinho de microfonia + Batidinha no microfone]
Than Than Than Than!!!!!
EU SOU GORDA!
[Aplausos enlouquecidos, histeria...]
Agora, depois deste estardalhaço todo deixa eu me explicar...
Eu sou uma jovem mulher, casada, estudo, vivo feliz e gorda.
Semana passada fui chamada por uma empresa onde tinha feito uma entrevista de emprego. Fui pontual (na verdade cheguei até antes da hora marcada), esperei calmamente até chegar a minha vez e finalmente fui chamada juntamente com outra garota para falarmos com o futuro provável chefe.
Ele começou a puxar conversa com a outra garota, pra saber o que ela esperava do trabalho, caso fosse chamada, em quê que ela queria trabalhar, fez perguntas sobre a vida pessoal dela, etc...
Eu fiquei calmamente ouvindo ele conversar com a garota.
Depois de um tempo ele falou que estava fazendo todas aquelas perguntas porque ela demonstrou-se muito confusa na entrevista inicial. Eles até a apelidaram de "doidinha" por causa da forma que a moça tinha se comportado.
Depois de um tempo ele voltou-se para mim e disse que de mim ele já sabia o que esperar. Eu passei uma imagem de pessoa organizada, firme, decidida, serena, ele percebeu que eu não estava lá unicamente pelo dinheiro e sim pela experiência, e etc...
E eu lá ouvindo isso tudo e já esperando o fatídico "mas"... (rs) Normalmente quando eu falo sobre alguém e o estou elogiando eu faço o possível para não usar o "mas".
Mas.... Ele disse (eu ri interiormente por ver o quanto ele foi previsível) que eu os deixei pensando sobre "o porquê de não tratar da obesidade". (Eu disse "Hã!?" mentalmente e fazendo cara de paisagem) Ele falou que normalmente uma pessoa obesa passa uma imagem de preguiça, além de passar por vários problemas, de ser complexada e etc. (Será que ele já foi obeso alguma vez?) Hum...
Problemas? Complexo? Quem não tem problemas? E se uma pessoa tem complexos não importa ser gordo. Tantos magros que são complexados e tantas modelos que ficam anoréxicas não querem dizer nada? Só os gordos são complexados? É isso que as pessoas - magras ou gordas - pensam? Quanta ignorância!!!
Eu sempre fui gorda. Sempre tive amigos leais. Sempre tive garotos (magros e gordos) interessados em mim. Sempre me sobressaí nos estudos. Amigas brigavam (e algumas brigam até hoje) com ciúmes de mim. Meus pais nunca me discriminaram. Já ouvi muitas vezes a frase: "Gostosa!!!!" enquanto passava na rua. Porque eu seria complexada? Por ser gorda? Não, eu seria complexada se eu fosse idiota.
Outra coisa que me deixou sem ação: Obesos passam imagem de preguiça!? Nã nã! Colocaram essa imagem na gente.
Obesos passam por problemas sim. Tanto quanto os magros. E dependendo da postura de cada um os problemas se resolvem ou aumentam. E isso beibi, independe do fato de ser gordo ou não.
Eu sou gorda e sou linda! Amo e sou Amada. Tenho amigos e sou Amiga. Sou extremamente feliz!
Não são apenas os gordos que têm problemas, as outras pessoas também têm problemas com os gordos. Mas sabe de uma? O problema não é delas? Que resolvam seus problemas! Eu continuarei vivendo da melhor forma. E, queridhinhãn, se quando eu como hambúrguer com batata frita te incomoda, desculpe as palavas mas, feche os olhos!
E antes que esqueça: Gordura não é fato, é estado. Se eu quiser emagrecer, emagreço e pronto. Não porque ser gorda me causa problemas com as outras pessoas, mas porque pode, de alguma forma afetar minha saúde.
Num mundo de ignorantes que só olham as aparências ser gordo é um peso, mas no meu mundo, onde o que importa é o caráter, pesar 90Kg equivale a pesar 55kg. Porque no meu mundo há diferenças, mas elas tornam as pessoas mais belas e não inferiores.

Concordam?

P.S.: Se eu tivesse nascido no século passado eu seria um modelo de beleza. Pra gente ver como tudo que falam/exigem sobre aparência é efêmero...
P.S.2: Mesmo deixando-os na dúvida sobre o porquê de eu não tratar da obesidade fui chamada para o emprego.
P.S.3: Eu declinei da proposta de emprego. Alô-ôw?! Claro que declinei!
Beijos!

7 comentários:

Aline disse...

Rebeca, penso que as "entrevistas de emprego" estão recheadas de equívocos. Numa tentativa de dar um tom humano às perguntas, esses "entrevistadores" enfiam os pés pelas mãos e deixam transparecer a "burrice e ignorância" do homem. Em tempos de culto pelo corpo "perfeito", sem estrias, sem celulites (como se isso fosse possível - aliás, é possível sim, nas revistas editadas pelo photoshop), as pessoas ficam cada vez mais idiotas, neuróticas e embrutecidas. No meu ambiente de trabalho, por exemplo, vejo essa corrida desenfreada pelo corpo-padronizado-deste-século. Acho tudo ridículo. Parabéns pelo texto. Sou indignada com esse tipo de questão... beijos,

Tânia disse...

Quanto ao século passado basta dar uma olhada no quadro "Carioca" do Di Cavalcante e no nascimento de Vênus, gordas e lindas, também sou Gorda e nem um pouco complexada, isso é coisa de gente egocêntrica, voltada totalmente pra si mesmo, eu sempre fui voltada pros meninos rs, que nunca me rejeitaram por isso, quanto à "imagem de preguiça" esse cara é ignorante pq obesidade pode ser genética, já pensou em processar ele?

Rebeca Duarte disse...

Aline: Realmente é impressionante como as pessoas tentam se encaixar em padrões ditados por quem não segue os mesmos. As pessoas confundem beleza com arquétipo... Infelizmente isso acontece. E isso me revolta, não só pelos gordos, mas por todos que fogem à essa regra.
Tânia: Companheira! =) Não pensei em processar ele... Dá muito trabalho. rs E de qualquer forma fui chamada para o emprego. Tudo que ele falou (mesmo sendo coisas idiotas) foi apenas o reflexo do que a sociedade pensa. Ele não me chamou de "gorda preguiçosa", ele disse que as pessoas têm essa imagem dos gordos.
De qualquer forma, volte sempre! Beijos!

Malafaia disse...

pelo menos vc foi chamada, né.... mas, acho q fez muito bem em não aceitar... vai fazer, ou fez, ele ficar com o pensamento de q perdeu a melhor funcionária q poderia ter, por causa de uma palavra idiota q deu... assim, creio q vc ajudou outras pessoas que virão a ser entrevistadas por ele... ou não. Sendo assim, sim!

Filipe Malafaia disse...

Vc manda muito bem nas idéias, Rebeca! Sinceramente, não sabia que escrevia tão bem. Qto a esse lance de ser gorda ou magra, meu, isso é uma besteira imposta pela sociedade preconceituosa, banal, ridícula, estúpida. É o mesmo que dizer que alguém que curte Calypso é pior que alguém que só ouve jazz. Peraí... aí, eu também acho... rsrsrs

Rebeca Duarte disse...

Malafaia: Bem Ester, eu fui chamada, sinal de que sou obesa mas consigo arrumar emprego. rs
Beijos!
Filipe: Obrigada pelo elogio! Você também escreve muito bem! Agora quanto ao Calypso... Que é isso menino?! rs Então você é mais um dos que engrossam o coral do "gosto dos outros é mal gosto"? Eita menino danado! rsrs
Beijos!

Vera disse...

Pois eu acho que ele tocou nesse assunto pra testar vc com relação ao seu biotipo, se vc se incomodaria com comentários no trabalho um dia, caso houvesse.Sei lá!!
Mas, seria melhor mesmo ele não ter falado nessa besteira!!Em pleno 2006 o cara vai falar disso!!Afff...
Mas, vc mostrou o seu poder!Parabéns, querida!!!Bjo