quinta-feira, julho 26, 2007

É... "A bela anseia a sorte da feia"...

Há algum tempo eu escrevi aqui no blog sobre separar os atos dos agentes, e hoje deparei comigo pensando novamente sobre isso. Como misturamos tudo... Coisas que não são propriamente relacionadas acabam por serem relacionadas umas às outras. Por exemplo, conheço um blog de uma modelo que escreve muito bem. Uma pessoa disse-me que achava que não era ela que escrevia. Perguntei o porquê e ela não soube explicar claramente, mas deixou transparecer que era pelo fato dela ser modelo, loira, alta e linda. Ou seja, mulheres lindas não podem ser inteligentes, só as "não-bonitas"...
Isso me fez pensar... Engraçado... Quem é "não-bonita" pode ser inteligente que ninguém duvida, agora as bonitas têm que provar a todo momento que têm massa cinzenta. Quem é "não-bonita" arruma sempre um namorado apaixonado pelo que ela é, já as bonitas só arrumam namorado porque é bonita e ele gosta de a exibir. Quem é "não-bonita" entra na faculdade por mérito, quem é bonita (rica e bem tratada) entra por "peixada". Quem é "não-bonita" luta para conseguir as coisas, a bonita tem tudo que quer na mão. Quem é "não-bonita" e chega a um cargo de chefia é competente, a bonita que chega lá tem um caso com o diretor da empresa...
Será???

Diante de tais perspectivas observo que mesmo sendo bonito ser bonita, não é tão simples assim. Lidar com o preconceito é muito complicado... Afinal quem não tem os seus? Só não podemos usar uma viseira como burros de carga, sem olhar para os lados. Do mesmo jeito que é horrível ser desprezada por um rapaz por ser "não-bonita" deve ser horrível ouvir diante de algo bem-feito que você fez perguntarem "foi você que fez isso?", e ver uma cara de surpresa e incredulidade no outro.
Para quem é "não-bonita" existem os cremes, os botoxes, as cirurgias, as dietas, as maquiagens, o Photoshop... E para as bonitas o que existe?

Olhando todos esses "fatos" da minha limitada perspectiva de "não-bonita" chego à conclusão que minha mãe sempre teve razão quando dizia: "A bela anseia a sorte da feia"...

2 comentários:

Aline disse...

Minhas amigas, além de bonitas esteticamente, são pessoas inteligentes... Graças a Deus, não tenho uma experiência que me faça travar, em particular, neste tipo de preconceito comentado no post. Preconceitos, claro, todos temos, porém, uns sabem lidar melhor com eles e conseguem até superá-los. Outros, lamentavelmente, vivem de suas "migalhas comportamentais". Acho que o senso comum ainda não entendeu o que é ser inteligente... Seu post rende uma bela e proveitosa discussão. beijão, Aline

Aline disse...

Hoje, navegando pela net, localizei sem querer uma matéria, de certa forma, relacionada ao seu post. O cirurgião plástico Rolando Zani, autor do livro "Não Tenha Vergonha de Ser Bonita", diz: "Ser bonita não tira a sua competência, não diminui os seus conhecimentos, nem abala a sua integridade". Para acessar a íntegra da matéria, acesse: http://nova.abril.com.br/edicoes/405/aberto/quente_nova/conteudo_234486.shtml. beijos, Aline